segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

De mulher à melancia (Tudo de Blog)

Há uma pequena ponte entre o sensual e o vulgar. E ela não consiste apenas no fato de usar [ou não] calcinha. A roupa não tem o poder de dizer o quê uma pessoa é. Assim como não é o espelho que vai julgar se você “passou da conta”. Esse é o tipo de definição na qual o que vale é o nosso bem estar. Se as mulheres frutas se sentem bem agindo do modo que agem, quem somos nós para dizer que estão erradas? Se você, ao se olhar no espelho de saltão e decotão (aumentativos tão perigosos quanto os diminutivos sainha e blusinha), se sente bem, quem tem autoridade pra dizer o contrário? Quando se fala sobre comportamento, existem sempre dois lados: o de quem mostra e o de quem vê. E, no fim das contas, os olhos mais importantes são os de quem, mesmo sem ver, sabem o que estão sentindo. E, nessa guerra entre extremos, a vitória está sempre ao lado do equilíbrio.

Para o Tudo de Blog: quando o sensual vira vulgar?

2 comentários:

  1. É, quem somos nós pra julgar, afinal? Mas eu acho que as mulheres frutas são vulgares, isso são... O fato é que eu não tenho nada a ver com a vida delas! Nem eu nem ninguém, né? xD

    Tou adoraaando todos esses textos novinhos! Parabéns!

    =*

    ResponderExcluir
  2. E viva às mulheres equilibradas que se transformam em desequilibradas nos momentos certos e na na intesidade exata!

    ResponderExcluir

Entre e fique à vontade!
'Bora prosear, porque esse blog também é seu.
Obrigada por sua visita, e por sua opinião.
Seu comentário será respondido aqui, nesse espacinho, assim que possível.
Um beijo procê!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...