terça-feira, 21 de abril de 2009

Harmonia entre matéria e espírito [Com vocês a famosa rede!]

Depois que sai da casa de mamãe e criei meu próprio cantinho, tenho dado mais importância a minha casa que aos meus sapatos [apesar de eles terem um cantinho só pra eles também]. E, apesar de a maioria das pessoas que me conhecem não conseguir acreditar que sim! eu sou um ser que gosta de moda e decoração, fico toda faceira quando vejo novas idéias, compro novos sapatos ou então quando coloco um objeto novo na casinha.
Há aqueles que acham que só há dois tipos de pessoas: as intelectuais, que não se importam com o mundo material, vivendo presos a livros e filmes, e que por isso saem de casa sem se importar se a roupa que estão usando está limpa ou é de 30 anos atrás; e aquelas que são super estilosas, se importam com a aparência do corpo e da casa, e por isso são fúteis e não são capazes de compreender um livro de Machado de Assis. Eu acho essa divisão absolutamente absurda!
Não somos divididos em corpo e espírito. Somos ambos, ao mesmo tempo, numa harmonia. Não é porque uma pessoa se veste bem, se preocupa em ter o cabelo sempre penteado, gosta de ter objetos bacanas em sua casa, que ela vai ser considerada fútil. Assim como o fato de alguém escutar Beethoven e ler Dostoiévski não faz dessa pessoa uma alma sem corpo, um desalinho infinito.
Já foi a época em que gostar de produtos "de massa" era considerado inaceitável. Hoje vivemos em um mundo "de massa"! Nada mais é tão original ou revolucionário sozinho. A matéria só tem poder quando manipulada pelo espírito. Aquela camiseta do Rolling Stones só é significativa a partir do momento em que alguém a veste e diz: Olha, eu gosto tanto de Stones que estou vestindo o símbolo dos caras [Sim! Eu tenho uma camiseta do Stones. E sim, eu amo Stones].
Acho um saco esses pseudointelectuais que desmerecem as pessoas por estas lerem best sellers ou por passarem horas no salão. As pessoas têm que ler, ouvir, vestir e gastar seu tempo com aquilo que é importante pra elas. E ninguém é suficientemente melhor do que ninguém pra julgar isso. Aliás, são muito mais felizes as pessoas que olham mais pra si que pro outro.
Eu não sou a mais mulherzinha das mulheres. E depois de vários testes descobri que há muito mais testosterona do que progesterona no meu corpo. O que me faz ter características doces, como ser apaixonada por futebol, falar palavrões, viver barangando, consertar as coisas em casa, montar móveis sozinha. Mas a progesterona que me sobra me faz ser capaz de ser sensível [não no strictu sensu], de abrir os olhos pra beleza [seja ela de um pôr-do-sol, de uma bolsa bem feita, ou da cena final de Cães de Aluguel].
Sou sim uma nerd assumidíssima. Amo passar horas com o nariz enfiado nos livros; mas também adoro me vestir bem. Uma coisa não exclui a outra. Na verdade, elas se completam, fazendo de mim uma pessoa única, o meu próprio samba do crioulo doido. E acho que é isso que faz com que cada um de nós seja único: nossas misturas, nossos complementos.
E espero, veementemente, que um dia as criaturas parem de colocar rótulos umas nas outras, como se fossem garrafas de cerveja [ô vontade de beber!]. E passem a ver o brilho nos olhos além de enxergar apenas as diferenças.

************************************************************************************

E depois de falar tanto da rede, abaixo uma foto da lindona ao lado do meu quadro do Pulp Fiction [que ganhei de presente de casa nova do Ricardo e do Felipe. Thanx meninos!]. Pra mostrar que sou uma mistura. Pra mostrar que a beleza se manifesta em frente de meus olhos cansados de diferentes formas. Pra mostrar que mesmo nesse mundo cão, ainda há espaço pra nos sentirmos confortáveis em nossa própria pele.



Companhia musical: Metade - Oswaldo Montenegro

5 comentários:

  1. Ihh dona, acho que esqueci o taxímetro ligado... E agora?rs

    Bom, já que ele ficou ligado e tu me deve horrores vou continuar a sessão.

    Qual o problema de sermos tudojuntoaomesmotempoagora? As pessoas que sejam felizes do modo que lhes agrada, não?

    Cada um de nós é um microcosmos, dentro de outro que fica dentro de mais um, que fica dentro de um próximo que fica dentro desse microcosmo que é a Terra que faz parte de um outro que vai lááááá não sei aonde. Não?

    É a nossa loucura. A loucura individual. A loucura de cada saber a dor e a delícia de ser o que é.

    Parafraseando o poeta:
    "E que a nossa loucura seja perdoada
    Porque metade de mim é amor
    E a outra metade também."

    Ontem tive a melhor coisa do feriado (e confesso que ela me faz falta viu...).
    Hoje tenho a pior (em termos): estudar.
    Mas vá lá, vai me fazer bem a longo prazo, acredito.

    Beijo grande pro'cê!

    ResponderExcluir
  2. Concordo plenamente... Eu adoro um livro, mas tbm não vivo sem lápis de olgo, blush e uma escova no cabelo.. às vezes fico em dúvida se gasto meu dinheirinho com akele livro bacan ou com akela hidratação no cabelo... mas no final eu sempre conciliar tudo... kakakakaa..
    Adorei a rede... meu pai tinha uma no quarto dele, mas dividir com a cama tava ficando difícil...
    Pois é, eu gosto disso, computador.. hj mesmo me sujei toda aqui tentando arrumar um velhinho com o meu namorado... ficamos o dia td por conta... xD
    bjusss

    ResponderExcluir
  3. Isa, promessa cumprida ! com vcs, fotos da rede !

    ResponderExcluir
  4. Nossa, amei essa redinha, maravilhosa!! E amei ainda mais esse post. Ô mulher talentosa, sensível, profunda! Não me canso de elogiar não. Estou há tempos para fazer um post especial sobre o seu blog, mas até fico tímida, pois tem que ser algo realmente merecedor dele.
    Beijos da amiga,
    Isa

    ResponderExcluir
  5. 'As pessoas têm que ler, ouvir, vestir e gastar seu tempo com aquilo que é importante pra elas. E ninguém é suficientemente melhor do que ninguém pra julgar isso. Aliás, são muito mais felizes as pessoas que olham mais pra si que pro outro.' - >> tb acho !

    As pessoas tem que olhar pros seu proprio umbigo...
    E a rede ? A-D-O-R-O !

    Beiijoos.

    ResponderExcluir

Entre e fique à vontade!
'Bora prosear, porque esse blog também é seu.
Obrigada por sua visita, e por sua opinião.
Seu comentário será respondido aqui, nesse espacinho, assim que possível.
Um beijo procê!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...