sexta-feira, 17 de abril de 2009

A sutil arte de fazer gambiarras.

Quem nunca foi autor de uma gambiarra que atire o primeiro plastiquinho de fechar pão! Pra quem não sabe, gambiarra é, de acordo com Boufleur,"uma intervenção alternativa, o que também poderíamos definir como uma técnica de re-apropriação material: uma maneira de usar ou constituir artefatos, através de uma atitude de diferenciação, improvisação, adaptação, ajuste, transformação ou adequação necessária sobre um recurso material disponível, muitas vezes com o objetivo de solucionar uma necessidade específica". Trocando em miúdos, é o jeitinho brasileiro de fazer as coisas.
Minha casa é absolutamente lotada de gambiarras. Um dos materiais que mais gosto é o tal do plastiquinho que vem no saquinho de pão de forma. Aquilo deve ter sido inventado pelo McGayver, de tão mil utilidades que é! Uso pra organizar os cabos do computador, os fios da tv, meus fones de ouvido, pra prender embalagens de comida abertas, pra encadernar papéis [só fazer uns furinhos e prender com o trem. Fica uma beleza de gambiarra!]. Sim, eu sei que existem organizadores japoneses pros fios do computador, e prendedores pra colocar nas embalagens. Mas pra quê diabos vou gastar dinheiro se o plastiquinho é de graça?
Outra gambiarra das grandes em minha casa é a rede que fica no meio da sala. Eu não tenho sofá, só um colchãozinho vagabundo no chão. E, ao invés de comprar um sofá que iria estragar daqui uns dois anos, emprestei uma rede dos meninos [linda! Amarela! Ganhada da Vó Zefa.] e coloquei de um lado ao outro da parede. Ficou linda! Combinou com a cor das letras do meu quadro do Pulp Fiction, é confortável, e ainda me faz lembrar um tantinho da casa dos pais.
Na cozinha, a grande gambiarra é minha mini-churrasqueira. Quando me mudei pra cá não tinha fogão. E casa nova é aquela coisa, gastos imprevistos [muitos!], e acabou não sobrando grana pra comprar um. Minha avó havia me dado uma mini-churrasqueiragrillwhatever e um forninho elétrico no ano passado. Nunca tinha usado. Mas daí, cansada de comer pão, resolvi que ia experimentar cozinhar no trem. E não é que deu certo, minha gente! Cozinho de tudo nela! E ainda tem o plus de que o consumo de energia é mínimo, porque a voltagem do aparelhinho é bem baixa.
Hoje fiz minha mais recente gambiarra. Eu amo plantas [paixão herdada da dona mãe] . E tinha pego umas mudinhas de manjericão e espada de São Jorge na rua e plantado em uma lata de tinta, pra fazer companhia pras outras plantinhas. Mas as coitadas estavam espremidinhas, e eu com uma preguiça enorme de comprar vasos individuais. Pois hoje olhei pra minha coleção de garrafas d'água e elas sorriram pra mim. Cortei as bichinhas, fiz uns furinhos embaixo, enfeitei com fita e voi lá! Três vasinhos novos.
Acho que fazer gambiarras é parte da natureza de quem mora sozinho. Afinal de contas, nem sempre se tem muita grana pra mandar consertar as coisas [ou se fica com dó de gastar o dinheiro da cerveja], ou então comprar coisas novas. Não custa nada olhar com os olhos da criatividade pra coisas que iriam pro lixo. Além de dar uma mão pro planeta, a gente fica até orgulhosa de usar a cachola pra coisas úteis...

E você, já fez alguma gambiarra?

Companhia musical: Velha Guarda da Portela

8 comentários:

  1. Paaatriciiiiiiiiia...
    acabei de descobrii que não fiz nenhuma gambiarra na minha vida ! E isso me deiixou muiito, muiito BAD !

    Sériio.
    Boa pra aprender... Quem disse que blog não é tb cultura ?

    Beiijoos. =)

    ResponderExcluir
  2. OI, QUANTO TEMPO LONGE... GOSTEI DOS ULTIMOS POSTS, FIQUEI FELIZ PELOS SELINHOS E SOBRE AS GAMBIARRAS...TENHO QUE CONFESSAR QUE JÁ FIZ MUITAS, E CONTINUAREI FAZENDO SEMPRE, PRA QUE ESQUENTAR A CABEÇA, SE PRA TUDO SE DÁ UM JEITINHO

    ResponderExcluir
  3. Adoro gambiarras, apesar de aqui em casa as gambiarras do meu pai acabarem saindo caro.. kakakaka.. mas vou te falar que o negocinho que prende o saco de pão de forma é super útil aqui pra juntas os fios do pc tbm!! kakakaka... adooorooo...
    gostei da idéia dos vasinhos.. eu gosto de fazer caixinhas com jornal velho, vc sabe? Vc pega uma caixa de molde, passa aquele papel tranparente de cozinha [esqueci o nome] e corta o jornal em quadrados e vai colando um em cima do outro até ganhar consistência.. depois vc tira acaixa original lá de dentro e usa seu dom de pintura e enfeites.. ta aí uma caixa nova pra guardar as coisas.. xD
    bjsss

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Programadores são especialistas na arte da gambirra, claro que os profissionais de verdade usam os termos "arranjo técnico", work-around ou quick-fix. Há todo um paradigma de programação em torno do assunto.

    Agora você sabe o motivo dos travamentos do seu computador :P

    Mas fora do ciber-espaço minha ferramenta para gambiarras preferida é o durex, com a quantidade certa é possível resolver QUALQUER problema.

    ResponderExcluir
  6. A natureza agradece à arte de fazer gambiarras! E a cervejinha também! :)

    ResponderExcluir
  7. Como trabalhei com informática durante quase 10 anos da minha vida, as gambiarras me acompanham há muito tempo =P
    bom fim de semana e feriado ^^

    ;*

    ResponderExcluir
  8. hu, adoro gambiarras e improvisos, rs. A senhorita podia mostrar essa rede para a gente, né? Curiosa que eu sou, rs!
    Beijos e um lindo feriado!

    ResponderExcluir

Entre e fique à vontade!
'Bora prosear, porque esse blog também é seu.
Obrigada por sua visita, e por sua opinião.
Seu comentário será respondido aqui, nesse espacinho, assim que possível.
Um beijo procê!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...