terça-feira, 5 de maio de 2009

Estrelas e pessoas...

Hoje, ao voltar pra casa, estava comentando que nunca havia visto estrelas no céu de Curitiba. Vez ou outra via um pontinho luminoso, mas logo percebia que era um satélite. E uma das coisas que mais tenho saudade de Campo Grande é o fato de que as estrelas sempre estão lá a brilhar, prontas para serem admiradas. E eis que ao olhar pra cima, pra admirar a lua [essa sim está sempre presente por aqui], vejo uma estrela, e depois outra e depois todas as constelações que costumava ver. E a cada vez que apontava para uma e ia nomeando-a, meu sorriso ia ficando maior. Não sei se é pela estação, mas o céu parecia mais baixo, quase tocável. E as estrelas estavam lá, brilhando. Vim pra casa faceira, e parei por uns instantes na varanda pra ficar olhando pro céu.
Me ocorreu o quanto é bom, mesmo não as vendo tanto quanto gostaria, saber que elas estão ali, e vez ou outra mostrarão sua carinha luminosa pra mim. Então parei pra pensar em pessoas. Essa semana tenho lembrado de gente que já passou em minha vida há muito tempo. Algumas que apenas passaram e seguiram seu caminho. Outras que passaram e continuam trilhando o mesmo caminho que eu, mesmo que distantes. Percebi que é impossível apagar alguém de nosso passado, por mais que sua lembrança seja dolorida. E mesmo se tivéssemos um método como o de Brilho Eterno de uma mente sem lembranças, não tenho lá muita certeza do quanto seria válido.
Embora muitas pessoas tenham passado pelo meu caminho de tijolos amarelos e tenham seguido o seu próprio, eu não posso apagar os momentos em que trilhamos o caminho juntos. Por mais que tentemos colocá-los em gavetas, e trancá-los, hora ou outra eles se soltam e aparecem em nossos olhos. Ser decepcionado faz parte do jogo que é o relacionamento entre pessoas. Não há garantia de que iremos ganhar sempre. Na verdade, mesmo que perdendo a companhia, sempre ganhamos histórias...
Sinto falta de muitas sensações que já me acompanharam. Sinto falta de minha inocência na infância, que foi substituída pela doçura na adolescência, que, por sua vez, foi substituída pelo cinismo adulto. Assim como sinto falta de sorrisos que jamais darei ou verei novamente, porque fazem parte de um outro tempo, seja ele recente ou distante.
As pessoas, assim como as estrelas, nem sempre estarão visíveis. Elas podem se ausentar por um longo tempo, ou até mesmo ir habitar outra galáxia. Mas isso não faz com que elas desapareçam de nossa vida. Podemos apenas guardar a lembrança de seus sorrisos, ou das lágrimas que nos deixaram. Resta a nós escolher qual o melhor a ser lembrado.
Perder alguém, seja pela inevitabilidade da morte ou da condição de que as pessoas seguem caminhos diferentes na maioria das vezes, não significa que iremos perder a nós mesmos. Perdemos sim um pedaço nosso, que foi construído junto com o outro, mas ainda nos restam os demais pedaços, que ali estavam antes de tudo acontecer. E isso é o suficiente para que possamos nos reerguer e voltar a caminhar.
Amanhã eu posso não ter a oportunidade de ver as estrelas novamente. Mas não é por isso que hoje não irei olhá-las. Na verdade, é pelo fato de não saber se elas estarão ali amanhã, que hoje as observei com mais vontade, com mais amor. Muitas vezes, se nos dermos conta de que talvez amanhã não vejamos a nós próprios no espelho, podemos fazer o dia de hoje valer mais a pena. Se nos dermos conta de que a pessoa que estamos acostumados a ver, a conversar, a abraçar, talvez não esteja amanhã conosco, podemos aproveitar ainda mais a companhia dela, numa tentativa de preencher agora o vazio que possa vir a existir...
Não podemos voltar atrás e apagar pessoas e memórias de nossa vida, dando assim um novo início a nossa história. Mas podemos, a partir de agora, criar um novo final recheado de estrelas, se quisermos...

Companhia musical: The Cientist - Coldplay

6 comentários:

  1. Nossa, completamente lindo! Cheguei a emocionar-me lendo.
    Realmente as estrelas são lindas... A todo anoitecer, sempre que posso fico horas observando-as, todos me acham louca... Mas eu amo ver estrelas...

    "Na verdade, mesmo que perdendo a companhia, sempre ganhamos histórias..."

    Sei muito bem o sentido dessa frase... Quantos amigos que já foram, familiares, brigas constantes... Mas mesmo assim tivemos histórias e grandes histórias...
    Esse texto, parece que foi feito para mim.
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Pensei em tanta coisa enquanto lia teu texto, Patrícia... pensei em tanta gente que passou pela minha vida, tantas experiências, tantas lembranças...

    Ficou tudo lá atrás, as experiências reais. As lembranças? Estão aqui comigo. Umas boas, outras nem tanto asim. Mas tudo serve para a gente se conhecer melhor, amadurecer, saber o que a gente gosta, o que a gente não quer...então no fim das contas, tudo é válido. Tudo, tudinho mesmo!

    E meu pensamento parou na minha irmã, que perdi há quase 4 anos. Mas foram pensamentos bons, os de saudade gostosa... teu texto me trouxe somente boas sensações.

    Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. ó céus, como eu amo ler isso!
    Histórias, memórias...
    boas ou ruins, são partes de nós!

    Adoro essa escritora! =)
    e quero tomar café com ela de novo!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Ah, seu texto ficou tão lindo e tocante! Adorei!!! Quando vou pra roça adoro quando chega de noite. Como é bem longe da cidade você vê tanta estrela que difícil é ver o céu preto. São tantas que acho que nunca verei em outro lugar... hehehehehe..
    bjusss ^^

    ResponderExcluir
  5. ótima escolha de música.
    eu tenho uma estrela. pelo menos um dia eu tive. na noite de ano novo eu olhei pro céu e não tinha muitas estrelas, mas tinha uma que brilhava pra caramba. e desde então ela é a minha estrela.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. vc mora em Curitiba? eu moro em Pato Branco, no interior e sempre que dá, damos um pulinho aí na linda cap. Também sinto falta de ver as estrelas quando estou numa cidade grande. Acho que pelo excesso de luzes artificiais e pela poluiçao ver as estrelas torna-se um objeto de desejo

    bjks

    ResponderExcluir

Entre e fique à vontade!
'Bora prosear, porque esse blog também é seu.
Obrigada por sua visita, e por sua opinião.
Seu comentário será respondido aqui, nesse espacinho, assim que possível.
Um beijo procê!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...