domingo, 10 de maio de 2009

Uma MininaMá com o coração de gengibre.

Esse post é uma parte de minha história. Tivesse eu o dom de desenhar, faria uma história em quadrinhos. Mas como não tenho, 'bora de palavras mesmo, que com elas eu me entendo na maior parte do tempo... Resolvi, apesar de achar que o mistério dá uma graça a mais pra vida, desvendar o caso da MininaMá e seu coração de gengibre. Muita gente me pergunta da origem do MininaMá, assim como do coração de gengibre. Pois bem, hoje acordei com o eu-lírico da MininaBoa e resolvi contar...
Esse ano a MininaMá completa 9 anos. Quase uma mocinha já! Ela nasceu numa conversa dos áureos tempos do Mirc [porque além de nerd eu sou velha!], em que um amigo me disse que eu era uma "menininha muito má" [sem nenhuma conotação pornográfica, please!]. Como eu precisava de um nick novo, acabei adotando o Patty Menininha Má, que logo virou Minina Má [com I mesmo]. E a coisa foi tomando proporções fora do meu alcance. Houve um tempo em que poucas pessoas me conheciam pelo nome que papai e mamãe me deram. Sabiam quem era a Patty Minina Má, mas não faziam idéia [com acento até o último dia!] de quem era a tal Patrícia Pirota. E então chegou o tempo do Fotolog, do Blog, do Orkut, e a MininaMá cresceu e se espalhou. Nunca tive a intenção de fazer pose de "revoltadinha". Eu apenas me vi assim, sem esforço, vestindo a MininaMá todo dia. Afinal de contas, ela me caiu como uma luva...
Há sempre os que dizem que de má eu não tenho nada. Ou então que eu nem sou tão má assim. Mas o fato é que o que era pra ser uma brincadeira, virou coisa séria. Tão séria que, mesmo tendo tentado despedir a MininaMá, ela acabou voltando [por isso o blog se chamar Ainda MininaMá]. E se alguém ainda têm dúvidas sobre a verdade a respeito do "má", é só perguntar pros meus velhos amigos, aqueles que já me viram sem qualquer disfarce ou máscara. Ou então, ler o diálogo abaixo, entre dois de meus melhores amigos em uma festa na qual estávamos há alguns anos atrás, na qual eles estavam falando sobre mim [na minha presença, é claro! Porque amigo que é amigo não elogia pelas costas!]:
Super: A Patty come Ursinhos Carinhosos no café da manhã!
Aris: E ela ainda fura os olhos deles pra colocar mostarda!
Não é qualquer um que é capaz de furar os olhos de Ursinhos Carinhosos pra colocar mostarda. Mas eu sou... O que não quer dizer que eu não tenha coração, oras! E é aí que entra o meu coração de gengibre!
Aqueles que conhecem o blog [ou a blogueira] há algum tempo, já devem estar familiarizados com a expressão "coração de gengibre". Mas nunca cheguei a dizer por aqui de onde veio, tampouco o porquê da expressão. Conheci o termo há um bom tempo em uma comunidade do orkut de nome homônimo. E desde que bati o olho, já tomei pra mim! Modifiquei um pouco o sentido da expressão, que, inicialmente idealizada pelo dono era:
"Jack Estripador, em suas cirúrgicas incisões, desviscerou mais de 5 mulheres em Whitechapel, revelando ao mundo suas mais íntimas entranhas. Percy Wetmore eletrocutou impiedosamente diversas vítimas inocentes, em seus ataques de egocentrismo. A Madrasta Má deixava Cinderela sem comida, até que ela acabasse de contar todas as gotas do seu chuveiro. Adivinha o que eles têm em comum."
Achei tão divertida a definição! E desde então passei a, veementemente, acreditar que meu coração é de gengibre. Ora, gengibre é um trem amargo do cão! Mas apenas se for consumido sozinho! No entanto, se colocado na comida dá um gosto bom pra diabo! Além do que, se adicionar pinga e canela, resulta em quentão, uma bebida boa e que esquenta horrores!
Dando uma passeada no deusgoogle, e procurando pelo termo, encontrei 13 resultados pra pesquisa "coração de gengibre". Desses, 10 estão ligados a minha insana pessoa. E o engraçado, é que acabou virando meio que minha marca registrada, afinal de contas, é claro que a MininaMá tem o coração de gengibre! E foi ficando... Outras pessoas se identificaram, e tomaram pra si também a expressão. E no fim das contas, ambas as expressões tornaram-se indissociáveis...
E essa é a história da Dona MininaMá. É claaaaaro que eu ocultei os detalhes sórdidos, afinal de contas, isso não é horário pra contar essas coisas! Mas, em resumo de vestibular, essa é uma parte minha. A parte que destila fel, que se revolta com as filhadaputagens do mundo, que bebe mais que um Opala 6canecos, que fuma mais que uma caipora, que fala mais palavrão do que torcedor em dia de jogo, que tem uma lista de ex-namorados que, possivelmente, a queimariam numa fogueira... Mas é só uma parte da pessoa que sou. A outra parte se emociona ao ver estrelas, chora de saudades da mãe, do pai e da irmãzinha, sorri com os sorrisos alheios, abraça os amigos como se o mundo fosse acabar, conversa com as plantas [isso é loucura? Claro que não! Pergunte pras minhas plantas! Elas respondem, eu juro!], se apaixona por filmes, por livros, por músicas, pelo São Paulo, por pessoas, pela vida. E ambas as partes formam essa que vos fala. Numa desarmonia absoluta. Na qual me sinto confortável. Como diria Gullar, "metade de mim é todo mundo"...

Companhia Musical: Metade - Oswaldo Montenegro

***************************
Meus amores! Aproveito pra parabenizar a todas as mães que lêem meu blog e as mães dos leitores! Queria ter feito um post sobre isso, mas a saudade da Dona Mãe, e a tristeza de não tê-la por perto, não me deixaram. Feliz Dia das Mães, seres mais do que especiais!
**************************
Aproveito também pra avisar que o blog vair ficar inativo até sexta-feira [e é claro que sentirei uma falta absurda de vocês!] . A blogueira aqui vai viajar pra apresentar um artigo do mestrado em um congresso em Londrina. Pleeeeease! Desejem-me sorte?! Estou nervosa horrores [e não devia, já que sou professora!]! Mas prometo que vou sobreviver e voltar aqui pra contar todas as aventuras, viu!

10 comentários:

  1. Bom, como de todo o resto eu já sabia só restou dizer:

    BOA SORTE!

    E não se preocupe, você fará o melhor.

    Beijô grande!

    ResponderExcluir
  2. Porra, acabei de me lembrar:

    Sorte é pra quem não tem talento. Então te desejo

    SUCESSO!

    ResponderExcluir
  3. Pois olhe mininamá, espero que antes de embarcar leia meu comentário..após essa louca explicação deduzi que temos duas mininasmá..a de coração de gengibre e a de coração açucarado...a pessoa que sente saudades,se emociona com estrêlas, abraça amigos, conversa com plantas é lúcida, é pé no chão; tem na pele, aflorada, a sensibilidade de uma mulher na alma de uma minina..aquela outra metade, que se aborrece com as filhadaputagens, que bebe mais que o meu ébrio maverick do passado, que fuma mais que turco é apenas um mito que faz uso da couraça para se defender das malícias do mundo...conheço bem esses perfis de pessoas que se resguardam de possíveis males criando muralhas maiores que as da China...
    Entre as duas, apesar de amar comer fatias de gengibre, vou acreditar na metade mel, na metade sensível, na metade emoção!
    Vai com Deus e sucesso na apresentação em Lodrina..
    beijocas Dolly

    ResponderExcluir
  4. Sempre tive curiosidade de saber de onde vinha esse "MininaMá", já q não acho vc de nada uma má pessoa =P
    Nunca perguntei pq achei q se procurasse no histórico do blog, encontraria, mas como não tenho internet em casa já há alguns meses, acabei não tendo tempo de olhar.
    E gostei de saber a origem. Mas continuo não te achando uma "MeninaMá", mas sim, uma pessoa como tantas, com seu lado bom e mal convivendo sempre em harmonia. ^^
    Mto sucesso no congresso. Vai dar td certo ;D

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Olhaaa, adorei saber o significado do nome do blog e achei bem interessante... hehehehehe...
    E sobre o coração de gengibre tbm, superlegal, mas não acho que o seu seja de gengibre, não no sentido descrito... hahahahaha..
    Ah, até sexta?? Tudo bem, a gente aguenta!! E boa sorte!! Vai dar tudo certo! ^^
    bjuss

    ResponderExcluir
  6. Oi, Patrícia!
    Até que eu não te achava tão má assim não. E continuo achando... e como não conheço o gosto do gengibre, a mim convém acreditar que seu coração não tem nada de amargo... ;)

    Vim buscar o presentinho, viu?
    E saio desejando a você muito boa sorte e sucesso no congresso. Também já experimentei esse tipo de empreitada, e sei bem o nervoso que dá. Beijos beijos...

    Ah! Depois me ensina aí como se vive sem geladeira, por favor???!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Lindona, além de má é muito chique tb! Rs! Adorei o texto como sempre! Te desejo toda sorte e sucesso do mundo.
    Beijos da amiga,
    Isa

    ResponderExcluir
  8. Yeeey!
    MininaMá do Coração de Gengibre!
    Má feito a branca de neve (que apesar de boazinha, era perversa uhauhua) e do Gengibre adoçado no chantily!^^
    Mas fica tranquila que eu não vou contar pra ninguém!

    Boa viagem, querida...e preciso pedir desculpas,
    não consegui aquela ajuda na hospedagem porque todo mundo é republicano lá!

    beijo!

    ResponderExcluir
  9. Boa sorte com sua apresentação. Há de dar tudo certo!!!
    Eu também acabei ganhando um nick name, mas que é bem mais associado ao meu nome. Sou Luisa, mas só tô aqui na net como *Lusinha*.
    Acho que todo apelido, escolha de nome tem uma história. E sempre paro para ler ou ouvir quando resolvem contar a respeito.
    Bjitos!

    ResponderExcluir
  10. Passando pra dizer que adorei seu post no Bicha!!! Mandou muito bem!!!
    Agora vou ver seu cantinho com calma. De qq forma, boa sorte na defesa do artigo!! ;))
    Bjks, Beta

    ResponderExcluir

Entre e fique à vontade!
'Bora prosear, porque esse blog também é seu.
Obrigada por sua visita, e por sua opinião.
Seu comentário será respondido aqui, nesse espacinho, assim que possível.
Um beijo procê!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...