segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Voltamos com nossa programação (a)normal...

Companhia Musical

Companhia literária
"Não tenho tempo algum, ser feliz me consome" (Adélia Prado)

Companhia Quadrinística

Fonte: Fábio Moon e Gabriel Bá www.10paezinhos.com.br

BUUU! Levou um susto? Com a minha volta ou com a minha ida? Sim, eu sei, que pessoa mais sem consideração, sem coração, sumir assim, sem dar nem uma noticiazinha que fosse. Tsctsc estrupícia... Mas, ó, agora estou de volta, com gás de sobra pra gente continuar nossos longos papos, só que agora numa sala um pouco diferente...

Sei que devia ter voltado antes, ao menos pra dizer que ia voltar depois, afinal de contas, não temos aqui uma relação leitora/blogueira, mas sim uma relação amiga/amiga [ps: eu sei que são parcos os seres masculinos que frequentam este cafofo, e eu agradeço a todos esses 3 ou quatro que vez ou outra escutam papo de mulherzinha; por sermos quase todas bastante fêmeas, e por ter estudado muito sobre gênero, 'bora colocar as palavras no gênero da maioria, ou seja, no feminino mesmo!], e sou obrigada a admitir que fiz aqui o que tenho costume de fazer com minhas amigas e meus amigos de carne e osso: escafeder.

Sim, é feio fazer isso. Acha que eu  não sei?! Mas de tempos eu tempos eu sumo, e, se bobear, sumo até de mim mesma. Por isso, bonita, me desculpe, por favor. Não sei explicar bem se sumi por vontade, ou se dessa vez foi a vida que sumiu comigo. Mas agora nós duas, eu e a Dona Vida, resolvemos que já estava na hora de parar com a brincadeira de "whitout a trace", e voltar à ativa.

Neste momento, estou na cama da minha irmã mais nova, com a Mafalda no colo, falando com você. Me mudei pra casa dos pais pertinho do Natal, e desde então dei adeus à odisséia de morar sozinha. Estou bem, estou feliz, mas ainda não estou plena. Foi mudança demais pra minha já perturbada personalidade, viu... Mudar de Curitiba metrópole pra Campo Grande interior. Mudar de "morar sozinha" pra "morar com a família". Mudar de mestranda bolsista da Capes pra professora quase desempregada. Mudar do frio eterno pro quenteinferno eterno. Mudar do silêncio pra verborragia familiar. Mudar de 24 horas de solidão pra solidão zero. Mudar da minha cama box de casal pro sofá da sala. Mudar de cuidar de 10 plantas todos os dias pra esperar impacientemente duas mudinhas nascerem. Mudar de fazer o café de manhã pra tomar o café feito pelo pai. Mudar de usar óculos sempre pra usar lentes de contato  e óculos escuros RayBan de vez em quando. Mudar do cinza dos casacos e do céu pro colorido das camisetas e do pôr-do-sol. Mudar. Mudar. Mudar.

Como uma ironia do destino, assim que vim pra cá, comprei um dos meus sonhos literários de consumo: Doidas e Santas, da minha mais nova paixão, Martha Medeiros. E não é que a segunda crônica do livro começa bem assim: "Em princípio toda e qualquer mudança é um avanço, um passo a frente, uma ousadia que nos concedemos, nós que tememos tanto o desconhecido" (p. 11).

 E foi assim que me senti com todas essas mudanças: avançando no caminho da vida, dando um passo maior a cada segundo, a cada nova situação. Mudar é sempre bom. Revigora. Mexe com a rotina. Transforma. Mesmo que eu tenha voltado pra um lugar que já conhecia, nada está igual, porque por aqui as coisas também mudaram.

Sim, sim, eu vou te contar tudinho, mas cada um a seu tempo e em sua própria crônica. Confesso que estou com saudades de escrever, escrever assim, da vida cotidiana, que nos pega pelas mãos enquanto andamos pelas ruas empoeiradas de desigualdade, onde a única coisa que pertence a todos é o sol escaldante em nossas cabeças. Passei o último mês dentro do mundo científico, dialogando com teóricos, tentanto decifrar o mapa de imagens, me descabelando pra conciliar meu lado literário com o lado pesquisadora que a Capes me exige. Me internei na Casa Verde, mas, ao contrário de Dr. Bacamarte consegui sair salva, porque sair sã de uma experiência como essa já é pedir demais... Oi? Se perdeu entre a Casa Verde e o Dr. Bacamarte? São coisas da Dona Dissertação, e eu explico direinho daqui a alguns textos...

E tem mais! O blog também vai mudar, afinal de contas, ele tem que acompanhar a dona. Além dos conhecidos textos sobre o nosso cotidiano, e do Samba do Crioulo Doido semanal, decidi fazer um folhetim. Nem sei se posso usar esse termo em um veículo como o blog,  mas, quesedane! Quero chamar de folhetim e pronto! Talvez eu pudesse chamá-lo de "bloguetim", mas acho que ficaria um neologismo muderninhu demais pras minhas veias literárias.
Oi? Ah sim! Deixa eu explicar a coisa do folhetim... Lembra que comentei sobre um livro que estava escrevendo? Pois bem, ainda não o terminei, já sei como vai ser o final, mas me falta um pouco do recheio... E como de nada adianta ficar com o pobrezinho empoeirado nos arquivos do computador, resolvi compartilhar com você. Que pessoa melhor que você pra me dizer se está bom? Assim, descubro se vale a pena bater nas portas das editoras ou se é melhor esquecer dessa coisa de ser escritora e ir vender pão de queijo e cafezinho na praça [ou coisa que valha]. Toda semana vou postar um capítulo, talvez desse modo eu me obrigue a terminá-lo, ou então resolva que é melhor começar outro, ou então... mude.

E por enquanto é isso. Estou de volta, pronta pra matar minhas saudades daqui e de nossa prosa. Mas, e você, também mudou? Aproveitou o novo ano pra cortar o cabelo, fazer aquela faxina na despensa, se render à tentação de usar batom vermelho, caminhar todo dia, parar de comer carne, começar a comer mais salada? Mudou de casa, de namorado, de atitude? Ou você acha que mudar é um trabalho irritante demais, e só cansa e desestabiliza? Aproveita e mude esse seu silêncio, e conta pra mim, vai...

"Agora diga tchau, Lilica.
Tchau Lilica!"

27 comentários:

  1. Entao a guria voltou? q bom te procurava sempre e pensava q aconteceu com esta menina q escreve tao bem?tudo explicado...tambem to de mudanca, e', volto pro Brasil dia 16/02.Faco minha muudanca inverso da tua, quando vim pra ca em agosto, vim morar com familia, dividir quarto, de cama king pra de solteiro,verborragia intensa...agora volto pra minha casa, minha solidao(moro sozinha), sem emprego,,,mas ja estou aposentada...Mudar e'bom menina, e' aprendizado.
    To voltando bem diferente tambem...mas to com medo...mas volto... qdo sumir avisa ta!. bjs.

    ResponderExcluir
  2. Que saudade, menina!
    Passei rapidinho só para encaminhar um email, vi novidades por aqui e não resisti!
    Volto mais tarde para saber das novidades...
    Bem vinda de volta!!!

    Bjsss

    ResponderExcluir
  3. Estrupícia querida

    Que bom que vc voltou! Juro que pensei que vc estava nos enganando com falsas promessas de volta, mas, mas, mas...

    Qto tempo, quantas mudanças, quantas novidades. E que bom que vc está bem, feliz, de volta ao aconchego. Quero muito saber do seu novo projeto, aliás vc não descansa nunca, não é mesmo? Tal qual Kátia Bonfadini envolvida em seus eventos. Garotas de fibra!

    Sim, eu mudei, mudei de casa, minha vida deu um giro enorme e não muito agradável. Postei lá no blog essas coisas que mais me parecem mazelas, mas tenho Fé que isso passará acreditando que nada é permanente, não é mesmo?

    Prometa que ficará conosco. Assim como vc mesma disse nossa relação é de amiga e amigos fazem falta.

    Um abração.

    ResponderExcluir
  4. E não é que você voltou ? E eu gostei disso !!

    Eu cá fiz algumas mudanças também... Pintei a sala de uma cor diferente, comecei a costurar - ando meio obsessiva com isso rrsrsrs. Também estão acontecendo umas mudanças internas, mas sobre isso falamos depois !

    Seja muitíssimo bem vinda de volta, viu ?

    Ah, eu vou adorar ler teu ainda inacabado livro !

    bjobjo

    ResponderExcluir
  5. Seja bem vinda...saudades viu.


    abraços

    Hugo

    ResponderExcluir
  6. Oi Milu,
    Ô, meu bem... Desculpa não estar aqui quando você me visitou =)
    Mas olha só, mais uma na roda da mudança!
    Seja bem-vinda de volta ao nosso Brasil! Que a udança seja boa, cheia de aprendizados e muita, muita felicidade.
    E que o medo não nos impeça de ver o que há de bom por trás de mudar...
    Um beijão procê!

    *******

    Oi Flávia,
    Eba! 'Brigada pela visitinha. Volte quando quiser pra gente prosear.
    Beijo procê!

    *******

    Estrupícia,
    Saudades docê!
    Ah, pra quê descansar? Se eu não tiver sempre um projeto, não vivo. Preciso de sonhos pra caminhar =)

    Eita que a mudança também chegou aí! Vou passar no teu mundinho pra saber o que aconteceu na minha ausência. E vai passar sim, sempre passa.

    Prometo, prometo, prometo que ficarei com minhas amigas =)

    Beijão proce!

    *******

    Dricca,

    Que mudanças gostosas! Adoro mudar as cores das coisas, faz um bem, né não? E as mudanças internas, aiaiai... Essas são as mais difíceis, mas tenho cá pra mim que são as mais enriquecedoras...

    Seja bem-vinda de volta aqui também!
    Um beijão procê!

    *******

    Hugo,
    'Brigada, querido!
    Um abraço procê!

    ResponderExcluir
  7. Que saudades de vc, mulher!!

    Mudanças exixtem mas são poucas que nem me lembro rsrsrsr...


    Beijos e estou ansiosa pelo folhetim! Boa semana!

    ResponderExcluir
  8. Você voltou! Ôba!

    E voltou com uma excelente companhia musical, fala sério! XD

    Sei como é essa coisa de sumir... Eu também dou minhas sumidas, por diversos motivos. Acho que é um tempo que pedimos e generosamente concedemos a nós mesmas...

    Espero que você seja feliz em sua "nova vida" ^^

    Ôba, eu adoro acompanhar folhetins! E é curioso ver uma prática do século XIX ser retomada nos umbrais do século XXI através da internet! Retrô é tudo! XD

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Paty!!!!!!!!!!
    Que saudades!!!!!!!!!!!
    Que bom que vc voltou!!!!!!!!!! E haja exclamação pra retratar meu contentamento!!!!!!!!!!!!

    Olha, sabia que Alexandre Dumas vendia seus romances antes para os jornais, em forma de folhetins? Ele ganhava semanalmente e depois de alguns meses ele vendia a obra toda às editoras. É que ele era muito mulherengo, arrumou um jeito de ganahr duas vezes pelo mesmo trabalho. rsrs Segundo ele, ele só escrevia porque gostava muuuuuuuuuuuuuito de mulher. Para manter o vício, entende???

    Adorarei poder acompanhar sua obra. Claro que será deliciosa. Ficarei aqui ligada nos próximos capítulos. Mas vê se não some, a pior coisa seria ficar com uma história inacabada...

    Que bom que vc está feliz, mesmo com tantas mudanças. Acho qeua gora nem vc é mais a mesma de antes de partir, não é verdade?

    Gosto muito de vc, viu? Muito mesmo. (Só pra registrar... )

    Bjks

    ResponderExcluir
  10. Oi Garota
    Q bom q vc voltou.
    Agora fico mais tranquila.
    Essa cronica da Martha eh mto especial pra mim tb. Lembro dela pra realmente é a segunda crônica do livro e de fato me deu um soco no estômago.
    Mudei de casa tb. Não é ainda a q eu quero mas é um começo.
    E agora pinto meus olhos tds os dias. Acho q isso já me fez uma diferença enorme.
    bom vou indo q o trabalho me chama
    bjs

    ResponderExcluir
  11. Senhor, eu já tava achando que as teias de aranha não iriam ser retiradas daqui, mas juro que eu imaginei que vc estivesse de mudança pra casa dos seus pais, e por essa nova adaptação estivesse sem tempo pra sentar e postar... Mas, enfim, vc está de volta pra alegrar os nossos dias!!! Ebaaa... amo seus textos, sabe disso neh?? Fez falta!!!!
    Bom, eu mudei o lay do blog, mas não lembro se vc já viu.... mudei algumas atitudes sim.. ao longo das minhas postagens vc vai perceber... E eu quero logo essas suas novidades no ar!
    bjsssss

    ResponderExcluir
  12. Linda, tem um selinho pra vc, tá?
    Espero que goste, mas fique a vontade!

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. kkk esse papo de mulherzinha é uma aula... e eu la sou bobo de perder??? kkk bom te rever

    ResponderExcluir
  14. Paty menina!
    Que saudades dos seus posts! De tomar um cafezinho na sua sala comendo bolo e batendo um papo!
    Não é que tudo mudou na casa... você e seus olhos (ou lentes) mudaram... muda a perspectiva, muda o ângulo, outro objeto se forma. Bom retorno!
    Beijokas!
    lelê

    ResponderExcluir
  15. Se teus leitores eram 3 ou 4, me considere então o 5º ou 6º... Boa volta pra ti.

    ResponderExcluir
  16. QUE MARAVILHA TER SUAS PALAVRAS DE VOLTA!
    VC SEMPRE DESPERTA EM MIM GRANDES EMOÇÕES COM SEUS TEXTOS.
    MUDANÇAS SEMPRE ME CAUSAM UM POUCO DE ESPANTO E MEDO.LOGO, LOGO TB TEREI QUE PASSAR POR UMA DAS "BRABA". BOA SORTE COM A SUA!
    QUANTO AO SEU FOLHETIM: ESTOU ME CONTORCENDO DE ANSIEDADE. PARTICIPAR DE UM SUCESSO LITERÁRIO, VENDO O SEU DESENVOLVIMENTO, NÃO É PARA TODO MUNDO! ME SINTO LISONJEADA EM SER SUA LEITORA.

    BOA SORTE E BEM VINDA!

    BJINHOS.

    ResponderExcluir
  17. Oi Patrícia. Eu costumo pegar o jornal só para ler os quadrinhos (eu sou meio alienado ao mundo) e me divirto muito. Gosto muito de malvados, muito engraçado, adoro de sarcasmo em humor. Seu blog, além dos textos será mais uma fonte de quadrinhos, hehe. Ah sim, agora são 4 ou 5 homens que vez ou outra vem visitar seu blog. haha beijo t+

    ResponderExcluir
  18. Eita mulher pra gostar de mudanças! Inda bem que a pessoinha maravilhosa que mora dentro dessa metamorfose ambulante continua a mesma tagarela incrível que eu amo ler! Tou louca pra ler todos os livros que eu espero que você publique! Incrível como eu leio seus textos na hora certa... Um beijão minha amiga, se cuida.
    Lua

    ResponderExcluir
  19. Posso falar? Tava te xingaaaaaaandoo!! Hunf...
    Saudades do que vc escreve, poxa!!
    Juro!! Hunf... faz mais isso nãão...

    Eu tb fiz um blog pra escrever uma história. Abandonei nessas ultimas semanas... mas no carnaval, coloco em ordem..

    Cata lá no meu perfil. Vou amar a sua opinião!


    beiijos

    ResponderExcluir
  20. Eita que coisa boa voltar a ler você :) Saudade, muita saudade!!

    Que bom que você está feliz, isso é que importa, não é mesmo? Quero saber tudinho mesmo!!!

    beijo grandão

    ResponderExcluir
  21. sou avessa a mudanças, mas elas são sempre necessárias.

    ResponderExcluir
  22. Quase faltou fôlego para ler tudo...
    Mas estou feliz que tenha voltado.
    Senti falta do seu cantinho.
    Bloguetim...fantástico o nome e a idéia. Melhor abrir logo...como chama...ah a patente.
    Bjo grande e saudade.
    Li

    ResponderExcluir
  23. essa minimamá passou por aqui só para deixar a gente com água na boca e sumiu de novo :(

    ResponderExcluir
  24. Patrícia, que bom que você voltou! Nossa, foi uma mudança e tanto essa hein, mais morar com a família é sempre bom, claro que de vez em quando a gente quer ter nosso canto claro, mais a família por perto é sempre bom! Mudança, palavra boa essa, uma mudança aqui, outra ali não faz mal a ninguém, ás vezes dá uma louca na gente de querer mudar radicalmente não? Eu, por exemplo, queria achar uma tinta de cabelo rosa pra pintar uma parte do meu cabelo, mais não acho kkkkkk. Tenho essa vontade.
    Ah, vou aguardar os capítulos do seu livro, espero que poste logo.


    Super beijo.

    ResponderExcluir
  25. Tem selinho prá vc lá no Vida :)

    beijos e bom domingo

    ResponderExcluir
  26. Primeiro que é bom vê-la de volta e saber que você está viva... hihihi
    Se mudei nesse tempo? E como! Mudei o corte de cabelo, mudei o corpo, estou comendo mais salada, começarei a caminhar em breve...
    Mudanças são necessárias às vezes.
    Bjitos!

    ResponderExcluir

Entre e fique à vontade!
'Bora prosear, porque esse blog também é seu.
Obrigada por sua visita, e por sua opinião.
Seu comentário será respondido aqui, nesse espacinho, assim que possível.
Um beijo procê!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...