segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Carta para Oskar Pollak, Franz Kafka

Num dia de férias, em que eu, Aris e Super estávamos passeando pela livraria, encontrei essa citação na primeira página do livro O ano da leitura mágica, de Nina Sankovitch.

Me apaixonei! Pela citação e pelo livro... Como já estava falida, não pude trazer o livro pra morar comigo, mas guardei a citação comigo. Resolvi compartilhá-la com vocês, pois, apesar de pequena, achei de uma inspiração revigorante!

Espero que nossa semana seja também um machado para nos quebrar o congelado da alma...

"Precisamos de livros que nos atinjam como a mais dolorosa desventura, que nos assolem profundamente – como a morte de alguém que amávamos mais do que a nós mesmos –, que nos façam sentir que fomos banidos para o ermo, para longe de qualquer presença humana – como um suicídio. Um livro deve ser um machado para o mar congelado que há dentro de nós."
Franz Kafka, Carta para Oskar Pollak, 27 de janeiro de 1904.

Fonte: Menos um na Estante

Informações técnicas: O ano da leitura mágica. Rio de Janeiro: Leya, 2011

Um beijo procês!

3 comentários:

  1. Fiquei com vontade de ler esse livro também; mas acabei ficando com medo de ele ser decepcionante como o "Ler, viver, amar em LA" (é esse mesmo o título né!?) :x

    ResponderExcluir

Entre e fique à vontade!
'Bora prosear, porque esse blog também é seu.
Obrigada por sua visita, e por sua opinião.
Seu comentário será respondido aqui, nesse espacinho, assim que possível.
Um beijo procê!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...