terça-feira, 24 de junho de 2014

Esvaziando a mente com Mandalas.

Fonte
Faço parte de uma maioria esmagadora que vive com a mente cheia. Os pensamentos brincam de pega-pega em minha cabeça, enquanto eu tento capturá-los, um a um, e dar-lhes vida ou arquivá-los. Penso enquanto faço tantas outras atividades, perco o foco, e fico exausta.

À noite, na cama, é pior ainda. É botar a cabeça no travesseiro pra minha cachola virar uma festa cheia de penetras. E vai desde a conta a ser paga no dia seguinte até a viagem que quero fazer daqui a dois anos. Nada escapa ao meu cérebro em constante trabalho.

Por um lado, é excelente que meus pensamentos estejam todos prosa, uma vez que trabalho com produção de conteúdo. Seja escrever um post, ter uma ideia pra um vídeo, fazer exercícios diferentes pra uma prova, ou ilustrar um determinado conteúdo de uma aula. Eu estou sempre pensando, sempre produzindo.

Por outro lado, toda essa atividade cerebral faz com que eu viva cansada, afinal, nem na hora de dormir eu consigo parar. Meus pensamentos são como crianças choronas, que esgoelam cada vez mais alto em busca de atenção. E lá vou eu escrever na "Penseira" [que é como nomeei o caderninho que fica ao lado da minha cama], até conseguir esvaziar um pouco o oceano de ideias que é minha mente.

Nos parece muito distante a realidade dos iogues, que conseguem passar horas esvaziando suas mentes, e comungando com o sábio silêncio do Universo. Eu venho tentando há anos. ANOS! Em alguns períodos, consigo sentar ali, quietinha em posição de lótus, e ficar uns bons quinze minutos. Em outros, só de pensar em sentar e não fazer nada já me dá um siricotico!

Aliás, esta nossa cultura de ter medo do não fazer nada é o que nos torna mais estressados a cada dia. Hoje, assistindo novamente o lindo "Comer, rezar, amar", prestei mais atenção na expressão "dolce far niente", que significa, numa tradução livre, a beleza e a felicidade de não fazer absolutamente nada. E percebi o quanto isso faz falta em minha vida...
Fonte

Mas veja bem... Não era nem disso que eu queria tratar aqui. Minha intenção é compartilhar uma das técnicas que encontrei pra aquietar um 'cadinho minha cabeça pra lá de maluca...

Há algum tempo, conheci as Mandalas, "uma palavra sânscrita, que significa círculo. Mandala também possui outros significados, como círculo mágico ou concentração de energia. Universalmente a mandala é o símbolo da totalidade, da integração e da harmonia." [Para maiores informações sobre as Mandalas, recomendo fortemente a visita ao site Mundo das Mandalas, do qual retirei a citação.]

Embora tenham diversos usos e significados, existem determinadas mandalas que são desenhos em branco, prontos para serem coloridos. E foi nesses desenhos que encontrei uma forma de meditação.

Eu não sou nenhuma especialista em meditação, mas de tudo o que li e que pude aprender, resumindo bem toscamente, é uma forma de fazermos com que nossa mente se aquiete. E nisso as mandalas têm me ajudado bastante.

Depois do meu ritual noturno [sobre o qual pretendo falar em um post futuro], faço o seguinte:
  • Sento-me confortavelmente - ou deito de bruços, depende do meu estado de cansaço físico;
  • Coloco músicas relaxantes pra tocar. Já tentei fazer em silêncio, mas não consegui. Prefiro ouvir músicas de relaxamento, ou mesmo música clássica. Gosto bastante desse vídeo aqui: Best meditation music - Oliver Shanti
  • Escolho as cores com as quais vou trabalhar no dia. Normalmente, sigo as regrinhas da cromoterapia, mas às vezes vai pela intuição mesmo;
  • Começo a pintar o desenho, detalhe por detalhe, de forma bastante vagarosa.
Fonte
Eu nunca termino uma mandala no mesmo dia, porque, assim como na vida, se focarmos no resultado final, perdemos a graça do caminho. É interessante também colocar um timer com um tempo determinado, ao menos no início, até você ir se acostumando. Normalmente, eu meço o tempo pelas músicas.

Sobre onde encontrar as mandalas, existem milhares [sem hipérbole] de sites que disponibilizam mandalas para impressão. Eu gosto muito dos livros da Editora V&R , pois eles vem com textos sobre espiritualidade, além das mandalas - ou rangolis, um formato que também gosto muito.

Acredito que precisamos, diariamente, encontrar novas formas de entrarmos em contato com o mundo e nos sentirmos bem em nossa própria pele. Essa foi umas das formas que encontrei. Espero que possa fazer bem para vocês também.


E você, também anda com a cabeça fervendo? Tem alguma forma preferida pra aquietar a mente? Conta pra gente. ;)

Beijo procês!

3 comentários:

  1. Gostei bastante. Às vezes para diluir o corpo-pensamento eu fico desenhando formas disformes no papel. O simples lápis e papel, preto e branco são suficientes para deixar o movimento dos dedos ser o movimento do corpo. Naquele fazer intuitivo sigo minha cegueira e percurso de tocar o caminho me descentralizo, sou água profunda, turva e cheia de sensações. Vou experimentar pintar mandalas, recobrir-me do colorir o momento.

    ResponderExcluir
  2. Muito bom, minha cabeça anda a mil ultimamente, principalmente porque estou escrevendo TCC =/ e fazendo mais umas trocentas coisas diferentes. Outro dia parei tudo, coloquei uma música, acendi meus bons e velhos incensos e desenhei um filtro dos sonhos (que gosto muito também) não sou boa para desenhar, mas isso não importa. O que vale é que alivia a tensão e desconectamos um pouco dessa rotina maluca da modernidade.
    Beijos pra você *______*

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    "Meus pensamentos são como crianças choronas, que esgoelam cada vez mais alto em busca de atenção." Adorei =)

    Como eu te entendo, sou muito curiosa a cerca de tudo o que me rodeia, então trago a minha mente sempre cheia de ideias e perguntas. Por vezes cheia de mais e não consigo gerir tanta informação. Os meus pensamentos são pontas soltas e criei o meu blog para me ajudar a arrumar os pensamentos, escrever é bom. Eu não consigo relaxar e durmo bem porque o cansaço vence.
    Não conhecia as Mandalas e achei muito interessante, vou experimentar. Também deve fazer bem ao meu filho que é um POUQUINHO nervoso!!

    beijo =)

    ResponderExcluir

Entre e fique à vontade!
'Bora prosear, porque esse blog também é seu.
Obrigada por sua visita, e por sua opinião.
Seu comentário será respondido aqui, nesse espacinho, assim que possível.
Um beijo procê!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...